Arquivado em la Categoría » Cuidar do bebê «

Wednesday, October 31st, 2012 | Author:

Alguns já ficam em pé apoiados em grades, batem palminhas, dão adeuses. Começam a jogar objetos para ver cair, o que deve ser estimulado, principalmente do cadeirão. Adoram! Paciência, mamãe! Pegue e veja ser jogado quantas vezes aguentar.

Compartilhe no:
  • Orkut
Publicado em: Cuidar do bebê  | Tags:  | Deixe um comentário
Monday, October 29th, 2012 | Author:

Com 7 meses ele já rola e senta. Alguns só vão conseguir aos 8 meses. Isso é normal. Já poderá estar tomando sucos em canecas inquebráveis, de plástico ou inox. Você deverá estar usando panelinhas apropriadas para fazer suas sopinhas.

Compartilhe no:
  • Orkut
Saturday, October 27th, 2012 | Author:

No sexto mês, esse reflexo de pegar passa a ser voluntário. Colocado um brinquedo na sua frente, deve-se esperar que ele o pegue, para estimular sua coordenação. Também devem ser oferecidos brinquedos de borracha durante o banho. Mostre-lhe sua imagem no espelho. Ele começa a querer sentar-se. Essa atitude deve ser auxiliada com a colocação de almofadas nas costinhas para sua sustentação.

Compartilhe no:
  • Orkut
Publicado em: Cuidar do bebê  | Tags:  | Deixe um comentário
Thursday, October 25th, 2012 | Author:

Dos 5 aos 6 meses, ele começa a emitir sílabas, “dá-dá”, “gá-gá”. A pessoa que cuida dele, mãe, avó ou babá, deve repetir esses sons. Agora, ele brinca muito com as mãos e podem ser oferecidos objetos de plástico, que ele passará de uma mãozinha à outra. Nessa fase já segura a mamadeira, leva tudo à boca, o que não deve ser impedido, claro, a menos que haja algum perigo. Sua percepção de tudo é através da boca. Também já segura o dedo da mãe.

Compartilhe no:
  • Orkut
Tuesday, October 23rd, 2012 | Author:

O nenê deve ser deixado no nível do chão. Ainda no quadrado ou acolchoado. Existem alguns lindos, só para essa finalidade, brincar. É importante nessa fase que o bebê tenha seus momentos sozinho. Pegá-lo muito no colo, ou brincar demais com ele, chacoa-lhando-o e fazendo-lhe cócegas, embora provoque deliciosas gargalhadas, poderá ocasionar certa ansiedade.

Compartilhe no:
  • Orkut
Publicado em: Cuidar do bebê  | Tags:  | Deixe um comentário
Friday, October 19th, 2012 | Author:

De 1 a 3 meses o bebê não muda muito. Agora, ele já começa a acompanhar tudo com os olhos e começa a brincar com as mãozinhas. Nessa fase é interessante oferecer a ele um chocalho bem mole para que possa morder e não ofereça perigo, caso bata no rosto. Nesse período o bebê também poderá começar a deixar o berço e o carrinho para ocupar um espaço maior. É a época do quadrado ou cercado.

Compartilhe no:
  • Orkut
Publicado em: Cuidar do bebê  | Tags:  | Deixe um comentário
Wednesday, October 17th, 2012 | Author:

0 bebê ainda não fixa o olhar. Nesse período pode-se colocar um mobile colorido sobre o berço para ele se distrair com o balanço e o movimento do brinquedo. O ambiente deve permanecer claro durante o dia e a mãe deve conversar suavemente com ele. Uma caixinha de música bem suave também pode ser utilizada. Nessa época, seu mundo se restringe ao berço, trocador e banheira. Você vai precisar de escovinhas para a limpeza das mamadeiras e um esterilizador para fervê-las. É útil também um estojo térmico para as mamadeiras noturnas.

Compartilhe no:
  • Orkut
Publicado em: Cuidar do bebê  | Tags:  | Deixe um comentário
Monday, October 15th, 2012 | Author:

Talvez uma das grandes preocupações das mães, depois da alimentação de seu filho, seja quanto a seu desenvolvimento. Se ele começa a falar na época certa, quando é o tempo de deixar as fraldas e se já está na hora de comer sozinho. Uma coisa, porém, deve ficar bem clara. Cada criança é um indivíduo diferente e segue o ritmo de sua natureza. Essa individualidade deve ser respeitada. Apesar de existirem certas épocas básicas para dominar etapas, algumas crianças passam por elas bem antes do tempo. Outras, algum tempo depois. Por isso as mães devem evitar comparações com os filhos de outras e não devem ficar ansiosas em relação ao desenvolvimento de seu bebê.

Compartilhe no:
  • Orkut
Publicado em: Cuidar do bebê  | Tags:  | Deixe um comentário
Sunday, October 07th, 2012 | Author:

É importante que o bebé fique na claridade, de preferência natural, todos os momentos em que estiver acordado, seja no seu quarto ou em outras dependências da casa.
Logicamente, um bebé necessita de um período maior de repouso do que um adulto, que vai sendo aos pouquinhos mais reduzido, na proporção de seu crescimento. Quando ele dorme, precisa de um ambiente escuro para descansar com tranquilidade.
Agindo desta maneira você permite que o bebé comece naturalmente a respeitar o dia e a noite através da iluminação do seu espaço.

Compartilhe no:
  • Orkut
Publicado em: Cuidar do bebê  | Tags:  | Deixe um comentário
Wednesday, March 14th, 2012 | Author:

A chegada de Lucas mudou a vida da cadela Bruna, um pastor alemão criado a pão-de-ló pelos donos. Com medo de que Bruna transmitisse alguma doença ao bebê, os pais baniram o animal de dentro da casa. Bruna ficou sentida e volta e meia tentava se aproximar do quarto do bebê. Um dia conseguiu driblar a vigilância e, quando seus donos perceberam, era tarde demais: chegaram ao quarto a tempo de ver Lucas, então com 6 meses, sentadinho no berço chupando a orelha de Bruna pelas frestas, como se fosse um pirulito. A partir de então o bebê e a cadela passaram a conviver mais de perto e a cena entrou para o histórico familiar. Situações semelhantes costumam ocorrer com freqüência em casas habitadas por crianças pequenas e bichos de estimação. A veterinária Cláudia Castelan Castellão precisou redobrar a atenção com o nascimento dos dois filhos, Letícia e Rafael. Mesmo assim, de vez em quando um dos seis gatos aproveitava o aconchego do berço ou do carrinho para um cochilo. “É inevitável, por isso é preciso estar sempre atento, principalmente com a higiene do animal” explica Cláudia. Assim como os seres humanos, os bichos também sentem ciúme e costumam ter reações diversas quando deixam de ser o centro das atenções. Há casos de animais que param de comer ou passam a fazer coisas erradas só para chamar a atenção dos donos. A chegada do bebê traz sempre mudanças drásticas na vida doméstica e, por conseqüência, na dos bichos. “Se ele acompanha a gravidez e a chegada do bebê, não se sente abandonado e tende a querer proteger aquele ser frágil”, explica a veterinária. Além do banho semanal, o cachorro ou o gato devem ter a carteira de vacinação em dia e usar vermifugos regularmente. A pele precisa estar sempre saudável, sem feridas ou manchas.

Compartilhe no:
  • Orkut